Hiperidrose: Entenda esse distúrbio crônico que causa constrangimento a tantas pessoas

Hiperidrose: Entenda esse distúrbio crônico que causa constrangimento a tantas pessoas

Cerca de 0,6% a 1% da população de jovens e adultos de ambos os sexos sofrem com a hiperidrose, que é uma condição física que causa constrangimento e angústia e pode interferir negativamente na vida social de quem sofre com ela.

Veja no artigo de hoje o que é a hiperidrose, os tipos e tratamentos, se existe cirurgia e cura e muito mais.

O que é hiperidrose?

A hiperidrose é um distúrbio crônico que leva ao suor excessivo ou exagerado, principalmente nas mãos, pés, axilas e rosto.

Diferentemente da transpiração causada pelo calor ou prática de exercícios físicos, a hiperidrrose aparece em todas as estações do ano, inclusive nos dias mais frios do inverno, e pode acontecer também em momentos de grande estresse, ansiedade, medo ou nervosismo, tendo a hereditariedade como um dos maiores agentes causadores.

E apesar de não existir uma regra para estabelecer o que é “sudorese excessiva”, a hiperidrose é identificada quando prejudica a vida social do indivíduo. O paciente fica com vergonha da possibilidade de suar ao apertar a mão de alguém… Pegar algum objeto, abraçar as pessoas, falar em público e fazer outras atividades cotidianas.

Causas e sintomas

Infelizmente, não há como prevenir a hiperidrose pois a causa é de tendência genética. Isto é, o suor excessivo ocorre por uma alteração nos genes, algo fora do controle do paciente.

Quanto aos sintomas, ocorre o seguinte: como todo mundo sua, pode ser complicado fazer o diagnóstico de imediato. Entretanto, quem tem esse distúrbio começa a ter a qualidade de vida afetada por esse fator.

Repare se em situações simples do cotidiano, você sua excessivamente, a ponto das pessoas perceberem. Um exemplo é durante uma apresentação de trabalho ou outras situações de nervosismo.

O suor também pode aparecer em qualquer momento do dia, mesmo que o indivíduo não esteja fazendo nenhum exercício ou alguma atividade que estimule as glândulas sudoríparas.

Caso você tenha suor excessivo juntamente a confusão mental, arrepios, tontura, fraqueza, enjoo ou febre acima de 39ºC, o problema pode não ser hiperidrose, e sim algo mais sério como uma complicação médica. Nesse caso é necessário que você vá imediatamente ao médico.

Cid?

CID 10 é o nome do livro que tem a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde, e para a Hiperidrose existem 4 classificações:

  • CID 10 – R61   Primária (HP): tem causa genética e aparece logo na infância ou nos primeiros anos da adolescência.
  • CID 10 – R61.0   Hiperidrose localizada: quando a sudorese acontece em uma parte específica do corpo, como as mãos, os pés, as axilas ou o rosto.
  • CID 10 – R61.1   Generalizada: quando o suor excessivo é generalizado, ou seja, acontece no corpo todo.
  • CID 10 – R61.9   Hiperidrose não especificada

Hiperidrose Palmar

A Hiperidrose palmar é o tipo que acontece a sudorese (suor) excessiva na palma da mão, de forma simétrica, ou seja, nas duas mãos de forma igual.

Plantar

Outro tipo muito comum é a Hiperidrose plantar, onde o excesso de suor aparece na planta dos pés.

Hiperidrose Axilar

A axilar é quando ocorre o excesso de suor nas axilas, independente da temperatura, criando aquelas “pizzas” na roupa.

No rosto

Chamada hiperidrose crânio-facial, ocorre no crânio (couro cabeludo), face, nuca, colo, buço ou ambos.

hiperidrose sintomas

Como tratar a hiperidrose?

Já foram testados vários tipos de tratamentos para a hiperidrose, incluindo medicamentos orais e tópicos e terapia. Contudo, até o momento, todas as opções disponíveis se mostram paliativas, sendo a cirurgia a mais eficaz.

Apesar da cirurgia ser muito pouco invasiva, algumas pessoas preferem outros tipos de tratamentos disponíveis, mesmo que não sejam definitivos.

Um dos tratamentos é o Iontoforese, que são banhos elétricos de baixa voltagem na área afetada que aumentam a absorção do suor pela pele através de estímulos, e causa efeito por aproximadamente 35 dias.

Um tratamento com resultado um pouco maior é o Botox (Toxina Botulínica). Ele provoca o bloqueio neuronal nos receptores da acetilcolina na junção neuromuscular. Assim ocorre a redução do impulso transmitido, por um período de aproximadamente 6 a 10 meses. Depois é necessário fazer outras aplicações.

hiperidrose cirurgia

Cirurgia

A cirurgia para hiperidrose, chamada simpatectomia torácica bilateral por videotoracoscópica, é um procedimento pouco invasivo. Ela pode ser realizada por resseção, termocauterização ou clipagem da cadeia simpática. Pode ser uma opção para tratar quem sofre em partes do corpo como rosto, pescoço, couro cabeludo e outros lugares mais evidentes.

Os locais de introdução da câmera variam conforme a preferência do cirurgião, e pode ser feita pela axila, sulco mamário ou inframamilar.

A cirurgia para hiperidrose mais conhecida é a remoção por aspiração das glândulas sudoríparas. Esse procedimento apresenta resultados para pacientes que sofrem com o suor excessivo na região das axilas.

Essa cirurgia também é relativamente simples. O médico faz dois cortes muito pequenos nas axilas (com anestesia local). Através deles, insere cânulas de hidrossucção, que retiram as glândulas sudoríparas da região, aspirando-as.

Hiperidrose compensatória

Hiperidrose compensatória é o nome dado ao fenômeno que faz com que, após a cirurgia para tratar o suor excessivo em uma parte do corpo, o problema retorne em outra totalmente diferente após algum tempo.

Conheça Também o Nosso Canal no Youtube


1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment