Minoxidil. É a solução para queda de cabelo? Como funciona?

Minoxidil. É a solução para queda de cabelo? Como funciona?

O Minoxidil é um tratamento que foi criado, originalmente, para o controle da hipertensão arterial, mas foi observado que ele também poderia ajudar em casos de queda de cabelo extrema, causada por falta de circulação sanguínea. Vamos falar de como isto ocorre e quais os prós e contras do uso do Minoxidil para este fim, além das contra indicações e efeitos adversos.

Como funciona o Minoxidil?minoxidil queda de cabelo

Vendido inicialmente em formato de cápsulas para o tratamento de hipertensão, o Minoxidil tem como principal objetivo aumentar a circulação sanguínea ajudando o coração a distribuir corretamente o sangue pelo corpo. Com sua ação vasodilatadora responsável por diminuir  as chances de problemas como: Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC), enfarte, aneurisma arterial e insuficiência renal e cardíaca. Ao falarmos da ação do Minoxidil no couro cabeludo, o fascinante é que o mesmo teste realizado com outros vasodilatadores acabou demonstrando resultados nulos em comparação à ele, o que fez os cientistas criarem uma série de especulações sobre o fato de atuar no crescimento dos cabelos.

Apesar de estes estudos serem inconclusivos, o Minoxidil também é vendido em soluções tópicas (uso na pele), para serem aplicadas em áreas com dificuldade de crescimento capilar.

O Minoxidil e a mulher

minoxidil beleza feminina

Apesar de o Minoxidil ser usado em muitos casos de calvície masculina, ele também pode ser usado em casos de alopecia (perda de cabelo), problema que ambos os sexos podem apresentar. Apesar da queda de cabelo serem mais raros em mulheres, são muito mais preocupantes, pensando no fato da beleza feminina estar muito associada ao volume e brilho de seus cabelos.

Até onde se sabe atualmente, não existe nenhum tipo de contra indicação especial que evite a utilização do Minoxidil por mulheres, bastando uma consulta ao dermatologista para verificar se esta é a melhor forma de resolver a situação indesejada. Além disso, existem também os efeitos colaterais em geral, além das contra indicações, das quais comentaremos a seguir.

Veja também: VivaHair: a melhor solução para queda de cabelo

Contra indicações e efeitos colaterais

As contra indicações do Minoxidil são:

Se houver feridas ou qualquer tipo de ruptura no couro cabeludo existe a possibilidade de absorção excessiva do medicamento causando inflamação cutânea, urticárias, irritação da pele e descamação.

Não usar em conjunto com outros tratamentos farmacológicos que sejam absorvidos pelo couro cabeludo. Até o presente momento, não foi estudando os possíveis problemas do uso de Minoxidil em conjunto com outros tipos tratamentos tópicos.

Não ter atingido a idade adulta: Não se recomenda o uso de Minoxidil em crianças, já que ele pode afetar o desenvolvimento ósseo.

Problemas cardíacos e de pressão: Pelo efeito de vasodilatador, ele pode entrar em conflito com alguma medicação para o problema por isso ele deve ser tomado junto com um diurético para evitar retenção hídrica, edema, e possivelmente, insuficiência cardíaca congestiva.

Se você verificar qualquer destes efeitos colaterais, deve interromper o tratamento e verificar a mudança da sua medicação com um médico:

Crescimento de cabelos e pelos em lugares indesejados (aumento dos pelos do braço, no buço, entre outros).

Taquicardias, angina pectoris (dor no peito), palpitações e similares. Isto significa que o Minoxidil está afetando a sua circulação e isto pode ser muito perigoso. É recomendado à associação de um agente beta-bloqueador ou outro supressor ao sistema nervoso. Mas claro que você deverá consultar um médico para a melhor resposta. Caso você sinta esses sintomas, interrompa imediatamente o uso do medicamente e procure um médico.

Em mulheres gravidas, ainda não existem estudos específicos da ingestão do medicamento durante o período de gestação. Entretanto o Minoxidil se mistura ao leite após a ingestão oral e por isso não deve ser tomado durante o período de aleitamento.

Doentes hipotensos ( pressão baixa) e hipertensos (pressão alta) devem utilizar o remédio apenas sobre controle e supervisão médica.

Dose omitida: caso o paciente esqueceu de tomar o remédio no horário estabelecido, deve tomá-lo assim que lembrar. Porém se já estiver perto do horário de tomar a próxima dose, o indivíduo deve considerar a dose esquecida e tomar a subsequente. Neste caso o paciente não deve tomar a dose duplicada para compensar a esquecida. O esquecimento das doses pode prejudicar na eficácia do tratamento.

Como sempre recomendamos, o fundamental neste tipo de tratamento é sempre fazer uma consulta a um especialista antes de começar a tomar o remédio, pois ele pode verificar alguma outra sugestão de produto ou te alertar de como alterar seus hábitos para não sofrer os efeitos colaterais.

Eae, gostou do post? Deixe seu comentário se o Minoxidil funcionou para você?

 

 

💕 SE INSCREVA NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE 💕

 

Você Também Pode se Interessar

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment