Colica menstrual: dicas para suportar

Colica menstrual: dicas para suportar

Sofrendo com a cólica menstrual todos os meses? Confira dicas incríveis para se ver livre desse problema!

A natureza é sempre implacável. Todo mês as mulheres são acometidas por indesejáveis dores na parte abdominal, que vêm atormentá-las antes ou durante a menstruação. A dismenorreia, termo científico para a cólica menstrual, é tão tenebrosa quanto o nome sugere.

Por que as mulheres tem cólica?

O corpo feminino possui estruturas reprodutivas, tais como o útero, os ovários e as trompas, que todo mês se preparam para receber um bebê. Nessa preparação, cria-se uma camada dentro do útero chamada endométrio, responsável por nutrir o embrião. Quando o corpo percebe que o óvulo não foi fecundado e, então, não precisará suprir o tal embrião, começa o processo inverso – o próprio endométrio reconhece que não mais será utilizado e libera a prostaglandina. Esta substância fará o útero contrair-se para que o endométrio seja, então, eliminado do organismo. As contrações do útero comprimem os nervos e os vasos sanguíneos à sua volta, causando dores no baixo-ventre. E é assim que, finalmente, surge a cólica menstrual.

Dicas para suportar as cólicas menstruais

Quando as dores severas passam a ser rotina na vida de uma mulher, é preciso procurar um ginecologista para investigar o motivo desse incomodo, estabelecendo o diagnóstico correto por meio de exames clínicos e laboratoriais para iniciar o tratamento.

Se o motivo da dor é apenas reflexo dos hormônios do período menstrual, o melhor tratamento consiste em praticar exercícios físicos para a liberação de endorfina e relaxamento do corpo, ingestão e alimentos ricos em fibra e a aplicação de bolsas de água quente já são suficientes para aliviar as dores. Mas, se a cólica tiver fundo patológico, é necessário fazer a ingestão de medicamentos de acordo com orientação médica.

Para saber o tratamento ideal para sua cólica menstrual procure um médico ginecologista para ele, como um especialista no assunto, possa te dar o diagnóstico correto e iniciar o melhor tratamento para você.

Porém, confira algumas dicas que aliviam a dor da cólica menstrual:

Tome medicamentos com orientação médica: Os tratamentos são à base de antiespasmódicos ou com anticoncepcional, caso os sintomas da TPM sejam muito intensos. Alguns médicos chegam a recomendar o uso de anticoncepcionais como o elani ciclo, diclin ou ciclo 21. Mas somente ele através de exames pode recomendar isso.

Aposte na homeopatia: Alguns remédios como Lachesis, Sépia, Calcarea Carbônica, Caulophyllum e Chamomilla são indicados para as cólicas, mas a recomendação depende das características de cada paciente.

Descanse: O simples ato de deitar com a barriga para baixo, apoiada em um travesseiro, comprimindo-a, já ameniza as dores.

Faça exercícios físicos: Atividades como alongamento, ioga, caminha ou andar de bicicleta ajudam. Feitos de forma regular e moderada, liberam endorfinas e amenizam as dores.

Beba chás: Prefira ervas como Angélica chinesa, que tem efeito antiespasmódico, agoniada (Himatanthus lancifolius), que age também como analgésica, ou canela, que é utilizada desde a antiguidade no tratamento da cólica.

Use a boa e velha bolsa de água quente: Coloque-a na região lombar e no abdome. O calor estimula a irrigação, relaxa a musculatura e ameniza o impacto das contrações do útero.

Consuma alimentos certos: Alimentos com cálcio (laticínios e vegetais escuros), magnésio (soja, banana, beterraba, aveia, tofu, couve e abobrinha) e gorduras poliinsaturadas (salmão, atum e castanha do Pará) podem te ajudar.

Pratique pilates: As dores são amenizadas pelo trabalho realizado no centro de força, localizado na região abdominal. O controle respiratório também contribui para a diminuição das tensões que agravam as dores. As aulas nesses períodos devem ser modificadas, diminuindo a intensidade dos exercícios, principalmente os abdominais.Alguns profissionais também recomendam a massagem tailandesa como alívio para essas dores.

Fuja dos alimentos errados: Esqueça os alimentos ricos em gorduras, pois favorecem uma maior produção de hormônios femininos. Evite ainda os embutidos e as bebidas com cafeína (café, chá preto e refrigerantes).

Conclusão

É sempre importante lembrar que apesar de várias dessas dicas funcionarem, quem pode realmente lhe dar o melhor diagnóstico é o seu médico. Nosso site não se responsabiliza pelo mal uso das informações aqui apresentadas.

Dúvidas e sugestões, deixem nos comentários, quem sabe sua dúvida não vira um novo artigo por aqui?

Conheça Também o Nosso Canal no Youtube


1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment