Ácido fólico: Explicamos aqui sobre os benefícios desta vitamina!

Ácido fólico: Explicamos aqui sobre os benefícios desta vitamina!

O ácido fólico é uma vitamina que faz parte do complexo de vitaminas B (vitamina B9) e é muito conhecida das mulheres que querem engravidar ou que já estão grávidas (como vamos explicar a seguir), mas não é apenas esse grupo de pessoas que pode se beneficiar com o seu consumo.

Também conhecido como folato, metilfolato ou vitamina B9, o ácido fólico é um nutriente que oferece vários benefícios para a saúde e para a beleza, e se um médico prescreveu a suplementação dessa vitamina para você e você quer saber mais sobre a sua importância no organismo, veja a seguir para que serve o ácido fólico, como tomar, os benefícios que ele oferece na gravidez e em outros momentos da vida (também para os homens) e alimentos com ácido fólico que vão te ajudar a aumentar as taxas de forma natural.

Para que serve?

Como falamos, o ácido fólico é uma vitamina do complexo B, e assim como as outras vitaminas, ele tem funções importantes no organismo. O ácido fólico serve para fortalecer o sistema nervoso, imunológico e cardiovascular, além de ser bom para a pele, unhas e cabelo, como as outras vitaminas do complexo B.

Vamos falar de outros benefícios do ácido fólico a seguir, e falar porque ele é tão importante durante a gravidez.

Quais são os benefícios?

Além dos benefícios que já citamos anteriormente, o ácido fólico também serve para:

  • ajudar no controle da pressão arterial;
  • ajudar no crescimento de unhas e cabelos;
  • combater a acne e a dermatite;
  • deixar a pele com um brilho saudável e com a oleosidade controlada;
  • fazer a síntese e reparação do DNA;
  • ajudar na divisão e no crescimento celular;
  • aumentar a produção de novas proteínas e a formação de hemácias;
  • aumentar a produção de serotonina, conhecida como o hormônio do humor;
  • ajudar a fortalecer a saúde mental e emocional, podendo inclusive combater a depressão.

ácido fólico na gravidez

Ácido fólico na gravidez

Como falamos, o ácido fólico é um grande conhecido das mulheres que querem engravidar e durante a gravidez, porque ele garante um bom desenvolvimento fetal e a formação do tubo neural do feto.

A suplementação com ácido fólico deve começar pelo menos um mês antes da gravidez, porque é muito importante nas primeiras oito semanas de gravidez, que é quando acontece o desenvolvimento do sistema nervoso e tubo neural do feto.

Caso não seja uma gravidez programada, o ideal é começar a suplementação assim que souber do resultado de gravidez, e continuar também durante a amamentação.

Como tomar ácido fólico?

Você pode tomar o ácido fólico em comprimidos, que são vendidos nas farmácias e lojas de produtos naturais (perto da sua casa ou nas lojas online), e também através de alimentos que são ricos em folato ou vitamina B9, como falaremos a seguir.

A quantidade pode variar de acordo com a sua idade, necessidade e indicação médica, e apesar de ser um medicamento que pode ser comprado sem receita, não recomendamos a automedicação, sendo indicado procurar um médico para informar a dosagem ideal.

O que a falta de ácido fólico pode causar?

Além de garantir os benefícios que falamos, o ácido fólico deve estar na quantidade ideal (que varia de acordo com a idade) para evitar a a anemia em adultos e o desenvolvimento mais lento em crianças, além da má formação neurológica, como já citamos.

Os sintomas da falta de ácido fólico não são muito comuns, mas em casos mais graves pode ocorrer fadiga, falta de ar após fazer esforço leve, dor de cabeça e feridas na boca.

A falta de ácido fólico pode ser diagnosticada através do exame de sangue, que mede a dosagem de ácido fólico no sangue.

Preço

O preço do ácido fólico pode variar de acordo com a marca, a quantidade de cápsulas e o local onde você comprar, mas em geral é um medicamento barato, podendo custar em média R$12 a embalagem com 60 cápsulas.

Alimentos com ácido fólico

O ácido fólico é o nome do medicamento sintético que imita a ação do folato, que é a vitamina B9, presente naturalmente em alguns medicamentos como os que vamos listar abaixo:

  • As folhas verdes escuras, principalmente o espinafre, brócolis, couve, alface e salsa.
  • Os cereais integrais;
  • Leguminosas como os feijões, ervilha, lentilha e grão de bico;
  • Cogumelos;
  • Carne e vísceras (fígado de galinha);
  • Frutas como o abacate, melão, banana, manga e laranja;
  • Tomate;
  • Ovo;
  • Levedo de cerveja;
  • Germe de trigo.

Conheça Também o Nosso Canal no Youtube


1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment