Roacutan: entenda seu uso e restrições

Roacutan: entenda seu uso e restrições

Sabemos que a acne pode ser um problema extremamente complicado, especialmente na adolescência. Além disso, é um assunto extremamente complexo, quando pensamos na quantidade absurda de tratamentos aos quais as pessoas se submetem sem consulta médica. O post de hoje é exatamente para alertar sobre o quanto é fundamental consultar um médico antes de utilizar medicamentos fortes como o Roacutan.

Além disso, vamos tentar explicar, da forma mais simples possível quais as reais vantagens e desvantagens deste medicamento para o tratamento de acne.

Roacutan: Por que ele funciona?

O Roacutan é feito de uma variante da vitamina A, que sabemos que é extremamente eficiente na questão de melhorar a pele, sua ação diminui o acúmulo de gordura na pele que acaba causando a acne. Logo nos primeiros dias de tratamento ele já afeita positivamente, o que é o principal motivo que muitas pessoas acabam, fazendo uso indiscriminado do remédio, sem perceber o quanto pode estar prejudicando sua saúde ao fazê-lo.

Acontece que, apesar da sua grande eficácia, o Roacutan tem uma série de contra indicações e efeitos adversos, que se não forem devidamente equilibrados e acompanhados por um médio, podem ser desastrosos para a sua saúde.

As contraindicações do Roacutan

O Roacutan é extremamente perigoso em uma série considerável de questões, já que ele afeta desde o cérebro até nos rins, sendo que qualquer tipo de doença hepática já proíbe o uso de Roacutan.

Além disso, existe um grande desequilíbrio de ressecamento na pele em geral (ele diminui a gordura na pele e a abertura dos poros, e isto traz problemas), sendo que os efeitos mais graves ainda são os lábios, mas olhos e nariz também podem ser afetados.

A queda de cabelo e o sangramento nasal também contam como problemas relacionados ao uso do Roacutan, além de dores musculares e de cabeça, já que nem todo o princípio ativo é absorvido pela pele, caindo na corrente sanguínea e agindo de forma poluidora no seu organismo. Por isso existe a questão com os rins.

O pior, entretanto, são duas contra indicações que deixamos para o fim, por serem mais séries e controversas: o risco à gravidez e a tendência à depressão.

Quanto á questão da gravidez, não existe nenhum tipo de dúvida, Roacutan é teratogênico, ou seja, se tomado quando em processo de gravidez, trará problemas para o feto em geral. No caso das mulheres, é indispensável que ela se previna, com ao menos dois métodos anticoncepcionais, já aos homens é recomendado aguardar cerca de um ano antes de tentar uma gravidez com sua parceira.

Já a depressão, entra-se em um quadro mais nebuloso, já que a própria depressão ainda é um pouco difícil de ser identificada. Entretanto, é comprovado que o Roacutan desestabiliza os hormônios do cérebro, o que pode levar a um caso de depressão ou outras neuroses similares.

A importância de consultar o médico

O Roacutan é só um exemplo mais dramático do que a automedicação pode fazer de perigoso, na verdade nenhum remédio deveria ser consumido sem a assistência médica ou, no mínimo, de um farmacêutico.

Recomendamos para você:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment