Foliculite: O que é? Como é causada? Tem tratamento?

Foliculite: O que é? Como é causada? Tem tratamento?

Aquele pelinho encravado que aparece nos locais mais desagradáveis são realmente desconfortáveis. Não só esteticamente falando, a aparição deles também pode se tornar algo maior chamado foliculite.

O que é a foliculite?

Foliculite é a inflamação/infecção de um ou mais folículos pilosos, ou de forma mais simples, a inflamação do pelo encravado. É causada por bactérias do tipo estafilococos, Staphylococcus aureus que podem se instalar na pele pelo excesso de umidade, suor ou alguma lesão na pele, como depilação.

A aparência é de pequenas bolinhas vermelhas e salientes (podendo ou não conter pus) e dão à pele um aspecto áspero e de irritação.

Quais são os tipos?

A foliculite tem dois tipos: superficial ou profunda. E dentro desses dois existem alguns subtipos da doença:

  • Foliculite superficial

É o tipo de foliculite mais comum e afeta só a parte superior do folículo piloso. Ela pode ser:

  • Foliculite Estafilocócica

Essa foliculite é infectado pelas bactérias staphylococcus aureus (estafilococos). Ela pode aparecer em qualquer região do corpo com pelos e possui coceira e inflamação com pus. Quando afeta a barba dos homens é chamada de “coceira do barbeiro”. Nesses casos não é indicado raspar a área para não ferir mais o local. O tratamento pode ser feito com antibiótico tópico ou oral.

  • Foliculite por pseudômonas (foliculite da banheira quente)

Essa é causada pelas bactérias pseudomonas aeruginosa e é conhecida pela foliculite da banheira quente porque essas bactérias se proliferam em ambientes aquáticos em que os níveis de cloro e Ph não são bem regulados. Os sintomas são: erupções vermelhas que coçam e aparecem bolhas com pus. Geralmente para tratar são utilizados loções para o alívio da coceira.

  • Pseudofoliculite da barba

Como o nome diz, esse tipo de foliculite aparece na barba dos homens. Acontece geralmente quando os pelos são raspados e na hora de crescer eles se curvam e voltam para o interior da pele, causando uma inflamação. O ideal é tomar cuidado na hora de se barbear, utilizando água morna, massageando os pelos e passar um hidratante logo após.

  • Foliculite Pitirospórica

Causada por um fungo, esse tipo ataca também os homens, em geral nas costas e no peito. São inflamações avermelhadas e que coçam. O tratamento é feito com antifúngicos tópicos ou orais.

  • Foliculite profunda

É mais rara que a foliculite superficial mas é como uma complicação da primeira. Os tipos são:

  • Sycosis barba

Essa inflamação surge também na barba e pode aparecer no lábio superior, queixo e mandíbula. Ela acontece depois do barbear ou por causa do barbear contínuo. O tratamento indicado é fazer o uso de compressas no local e antibiótico.

  • Foliculite gram-negativo

É o aparecimento de bactérias gram-negativas que ocorrem no nariz pelo uso de antibióticos por longo tempo no tratamento de acne. O interrompimento do uso do medicamento geralmente já faz com que a foliculite desapareça. Se não, medicamentos tópicos são o indicado.

  • Furúnculos e carbúnculos

É uma inflamação bem inchada, avermelhada e febril causada por infecção com estafilococos. Causam também muito pus que acaba inchando a região e deixando mais dolorida. Os carbúnculos são um aglomerado de furúnculos o que torna a infecção ainda mais profunda. Por causa disso, muitas vezes deixam cicatrizes. Ocorrem principalmente na parte de trás do pescoço, ombros, costas e coxas. No caso de um único furúnculo, ele pode ser drenado com uma pequena incisão. Já os carbúnculos, além disso, talvez seja preciso o uso de antibióticos.

  • Foliculite eosinofílica

Esse tipo de foliculite causa manchas inflamadas, feridas com pus, principalmente no rosto e, às vezes, nos braços, que podem coçar. Costuma deixar as áreas mais escuras do que a pele normal. O tratamento é feito com os corticosteroides, e nos casos mais grandes, também é preciso medicação oral.

Causas do problema

As causas variam muito conforme o tipo, mas as mais comuns são:

  • Lesão ao se barbear ou atrito provocado por roupas muito apertadas;
  • Transpiração excessiva;
  • Condições inflamatórias da pele, como dermatite e acne;
  • Lesões gerais da pele, como escoriações ou feridas cirúrgicas;
  • Curativos de plástico ou fita adesiva aplicados sobre a pele;
  • Condições médicas que reduzam sua resistência a infecções, tais como diabetes, leucemia crônica, transplante de órgãos e infecção por HIV/AIDS;
  • Obesidade;
  • Exposição constante à água quente;
  • Alterações hormonais.

Quais são os sintomas?

Como exposto nos tipos, eles podem variar. Se ele for superficial, os mais comuns são:

  • Pequenas espinhas vermelhas, com ou sem pus.
  • Pele avermelhada e inflamada.
  • Coceira e sensibilidade na região afetada.

No casos da foliculite profunda:

  • Vermelhidão em grandes áreas.
  • Lesões elevadas com pus amarelado no meio.
  • Áreas muito sensíveis e doloridas.
  • Dor intensa.

Como evitar a foliculite?

Falando dos tipos que você tem controle, você pode:

  • Evitar roupas muito apertadas, principalmente no calor;
  • Tomar cuidado ao se barbear e depilar, sempre hidratando a pele depois e deixando ela tomar um ar;
  • Tomar cuidado com a ingestão de remédios para acne.

Remédio para foliculite

Em sua forma superficial, muitas vezes este problema pode passar sem a necessidade de tratamento com remédios. Já nos casos em que a inflamação/infecção persiste, os remédios mais indicados são:

  • Bactroban
  • Ceclor
  • Cefadroxila
  • Cefalotina
  • Ceftriaxona Sódica e Dissódica
  • Ciprofloxacino
  • Cipro
  • Claritromicina
  • Clindamin C
  • Clocef
  • Dicloxacilina: via oral
  • Doxiciclina
  • Mupirocina: aplicado sob a pele
  • Oxacilina

É importante ressaltar que esses remédios devem tomados sob prescrição médica.

Para mais informações assista a este vídeo:

Este artigo foi útil para você? Conta pra gente aqui nos comentários!

Conheça Também o Nosso Canal no Youtube


1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment