Amamentação cruzada: O que é? Quais os riscos?

Amamentação cruzada: O que é? Quais os riscos?

A amamentação cruzada é uma técnica antiga, na qual uma mãe amamentando ajudava outra mãe, com dificuldade de lactação, amamentando seu bebê também. Durante muitos anos essa foi uma técnica recomendada, mas os riscos que ela oferece fizeram com que ela fosse altamente desencorajada atualmente.

Vamos explicar como funciona a amamentação cruzada, seus riscos e problemas e o que as mães que tem problema de lactação precisam fazer no lugar dessa técnica, que se torna cada vez mais perigosa.

Quais as dificuldades relacionadas à amamentação cruzada?

A amamentação cruzada era algo relativamente comum dentre as mulheres, mas foi considerada perigosa desde 1985, com o advento da AIDS, já que as mães contaminadas passavam o vírus para crianças por meio de amamentação cruzada.

Se apenas isso já não fosse motivo para desencorajar esse hábito, existem casos de crianças não vacinadas que tiveram problemas com hepatite por causa da alimentação, além de algumas outras questões, que foram sendo descobertas com o passar dos anos.

Uma das descobertas mais recentes, que continua desencorajando a amamentação cruzada, demonstra que o corpo da mãe sabe exatamente o que o bebê precisa, o que faz com que o leite materno de uma mulher cujo filho esteja doente tenha mais anticorpos, o que pode se tornar arriscado se o sistema imunológico da outra criança estiver ok, além de valores nutricionais diferentes, dependendo, inclusive da dieta da mãe.

Outro ponto indispensável é a possibilidade do bebê acabar adquirindo uma infecção graças a esse h[abito. Todos sabemos que existe uma verdadeira fauna e flora de microrganismos dentro do nosso corpo, e quando a criança entra em contato com o seio de outra mulher que não a sua mãe, com a qual ele está “acostumado” com os microrganismos, ele pode ser perigosamente infectado e prejudicado, adquirindo uma infecção que pode se desdobrar de forma desastrosa.

O que fazer no caso de problemas de lactação?

Se você está enfrentando problemas de lactação, não faça a amamentação cruzada, mesmo que a outra mãe seja sua amiga de longa data e os bebês tenham a mesma idade. Existem formas mais adequadas de fazer doação de leite, mas o ideal mesmo é procurar o banco de leite da sua região.

No banco de leite, o leite materno é pasteurizado e testado para evitar qualquer tipo de problema, alergênico ou tipo de microrganismo indesejado dentro dele. Sendo assim, ao usar o leite do banco de leite, você tem mais segurança para seu bebê.

Lembrando que mesmo que nos primeiros dias você tenha dificuldade para dar o seio para seu bebê, ideal é insistir, pois os efeitos físicos e psicológicos que a amamentação direta traz são extremamente eficientes e adequados, fazendo com que seu bebê tenha maior confiança e menos medo de se relacionar com as pessoas nas fases posteriores da vida.

Se você perceber que o bebê não está conseguindo se alimentar adequadamente, procure um médico, pois existem possibilidades e tratamentos que podem ajuda-la a melhorar esse quadro e te dar o prazer de amamentar seu bebê naturalmente.

 

 

 

Recomendamos para você:

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment