Alimentos orgânicos e suas vantagens

Alimentos orgânicos e suas vantagens

Em um mercado cada vez mais capitalista, a alimentação já se tornou uma commodity: vegetais e frutas são contaminados não só com vários agrotóxicos, mas também acrescidos de hormônios para amadurecerem mais rápido – isso pra não falarmos sobre a procedência da carne bovina ou suína, contaminada por antibióticos e substâncias nocivas produzidas pelos animais por receberem maus tratos. Isso faz com que os alimentos tenham a qualidade vertiginosamente decrescida e prejudica os pequenos produtores; já que esses procedimentos são executados quando se busca uma produção em massa, cultivada por grandes empresas.

Por isso, para aqueles que veem nos próprios pratos a verdadeira profilaxia para uma série de doenças e fonte de nutrição necessária à vida, é importante dar vez à uma alimentação orgânica. Mas o que são alimentos orgânicos? Algumas empresas já se aproveitaram desse nicho e vendem nos supermercados por preços exorbitantes, diversos potes e latas contendo vegetais supostamente orgânicos. O vegetal orgânico é aquele criado e mantido naturalmente, sem agrotóxicos e hormônios. Existem até leite e ovos orgânicos: são aqueles que são extraídos sem que haja mau trato aos animais, nem é feito na forma de uma produção em série. As galinhas botam normalmente e as vacas produzem leite sem que sejam inseminadas especificamente para isso.

Os alimentos orgânicos são melhores para o corpo, para o pequeno produtor e para o meio ambiente. Sem as químicas comuns aos produtos encontrados em qualquer mercado, o solo não será infectado durante o cultivo, não haverá aparecimento de doenças provendo da contaminação e pequenos agricultores continuarão a produzir produtos de qualidade.

 Para aqueles que possuem o espaço e o tempo, nada como fazer uma hortinha nos fundos de casa. O contato com a terra relaxa e o prazer de ter cultivado os próprios alimentos é enorme. Basta ter espaço suficiente, sementes das espécies escolhidas e ter o cuidado de regar e manter o solo de acordo com as necessidades da planta. Quem não tem um grande jardim pode investir em um vaso quadrado e comprido, e plantar salsinha, hortelã, pimentas ou tomilho. Essas plantas trarão novo sabor aos seus alimentos e elas possuem diferentes benefícios pra saúde – a pimenta acelera o metabolismo, a hortelã tonifica e refresca o trato digestivo, etc.

Essa, inclusive, é uma alternativa viável para quem não pode despender um grande valor com a alimentação, mas não quer perder as vantagens de consumir algo natural. Outra opção é procurar nas feiras de bairro. Quase toda região tem a sua, e os produtores levam suas hortaliças, frutas, ovos, temperos para vender diretamente ao consumidor. Desse modo, é possível ter um maior contato com a escolha dos alimentos que irão ser consumidos, trazendo uma maior consciência sobre o que se põe dentro do corpo, além de gastar menos, já que o produto é conseguido direto na fonte, com o produtor realizando a venda. Conversando com produtores, talvez seja possível você conhecer as lavouras e as criações, além de compreender muito melhor onde e como são produzidos os alimentos maravilhosos que colorem seu prato.

Conheça Também o Nosso Canal no Youtube


1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment